Linguagem de script para complementar os recursos de acessibilidade

"compromisso com a dignidade humana"












Texto normal Auto-Contraste Diminuir o Tamanho da Fonte  Aumentar o Tamnho da Fonte
CURSO AUTISMO E SÍNDROME DE ASPERGER - REDE SEMENTEIRA - OFICINA - MATERIAIS PEDAGÓGICOS - MÉTODO TEACCH - (Treatment and Education of Autistic and related Communication handicapped Children) - PSICÓLOGA MARINA ALMEIDA — em Santos.

CURSO AUTISMO E SÍNDROME DE ASPERGER - REDE SEMENTEIRA -  OFICINA - MATERIAIS PEDAGÓGICOS - MÉTODO TEACCH - (Treatment and Education of Autistic and related Communication handicapped Children) - PSICÓLOGA MARINA ALMEIDA — em Santos.

07 de Setembro de 2014
MÉTODO TEACCH - (Treatment and Education of Autistic and related Communication-handicapped Children)

Em português significa Tratamento e Educação para Autistas e Crianças com Déficits relacionados com a Comunicação. É um programa educacional e clínico com uma prática predominantemente psicopedagógica criado a partir de um projeto de pesquisa que buscou observar profundamente os comportamentos das crianças autistas em diversas situações frente a diferentes estímulos.
0 método Teacch fundamenta-se em pressupostos da teoria comportamental e da psicolingüística:

* Na área da psicolingüística, fundamenta-se nessa teoria a partir da afirmação de que a imagem visual é geradora de comunicação.

* Na Terapia comportamental é imprescindível que o professor manipule o ambiente do autista de maneira que comportamentos indesejáveis desapareçam ou, pelo menos, sejam amenizados, e condutas adequadas recebam reforço positivo.
* Na terapêutica psicopedagógica, trabalha-se concomitantemente a linguagem receptiva e a expressiva. São utilizados estímulos visuais (fotos, figuras, cartões), estímulos corporais (apontar, gestos, movimentos corporais) e estímulos audiocinestesicovisuais (som, palavra, movimentos associados às fotos) para buscar a linguagem oral ou uma comunicação alternativa. Por meio de cartões com fotos, desenhos, símbolos, palavra escrita ou objetos concretos em seqüência (potes, legos etc.), indicam-se visualmente as atividades que serão desenvolvidas naquele dia na escola. Os sistemas de trabalho são programados individualmente e ensinados um a um pelo professor. As crianças autistas são mais responsivas às situações dirigidas que às livres e também respondem mais consistentemente aos estímulos visuais que aos estímulos auditivos.



Foto de Pessoas colaboradoras Nosso grupo é formado por profissionais experientes e com formação acadêmica específica. Todos visando promover a inclusão educacional, laboral e social.

Mais sobre Colaboradores

Logotipo da AACD - Associação de Assistência à Criança Deficiente Logotipo da TV Brasil Logotipo - Brasil um país de todos








Confira os principais eventos que a Inclusão Brasil participa.

Ver Galerias


Produzido por
FIRE Mídia
INSTITUTO INCLUSÃO BRASIL

Instituto | Publicações | Downloads | Contato | Mapa do Site

R. Jacob Emmerich, 365 sala 13
Centro - São Vicente - SP - Brasil - CEP 11310-071
Telefone: (13) 3019 - 1443